Jundiaí discute integralidade do ambiente neste sábado (30)

Pela primeira vez em sua história, Jundiaí vai marcar a Semana do Meio Ambiente com um evento que vai discutir seu ambiente inteiro – o urbano, o rural e as atuais regras de crescimento, em um diagnóstico que será apresentado reunindo dados de todos os setores, como mobilidade, abastecimento de água, áreas verdes, habitação, atividades empresariais e distribuição dos serviços públicos.

FAÇA SUA INSCRIÇÃO

O 1º Fórum do Plano Diretor Participativo está marcado para este sábado (30), a partir das 8h30

O 1º Fórum do Plano Diretor Participativo está marcado para este sábado (30), a partir das 8h30

O 1º Fórum do Plano Diretor Participativo está marcado para este sábado (30), a partir das 8h30, nocampus do Centro Universitário Padre Anchieta com acesso de ônibus de dez em dez minutos a partir do Terminal Rami. Na parte da manhã será mostrado um amplo cenário atual e, na parte da tarde, um trabalho em subgrupos temáticos que vai iniciar os preparativos para as propostas a serem definidas no 2º Fórum, em junho.

LEIA TAMBÉM
Expedições urbanas levam ‘olhar pedestre’ ao Centro
Fórum do Plano Diretor Participativo terá ônibus extra caso necessário

De acordo com o especialista Anderson Kazuo Nakano, que apoia os trabalhos coordenados pela Prefeitura de Jundiaí (com ponto focal na Secretaria de Planejamento e Meio Ambiente), uma cidade é formada basicamente por sistemas de dois tipos. Os urbanos definem como funcionam as diversas atividades humanas, incluindo regras de construção ou uso do solo, enquanto os ambientais marcam as características que organizam os sistemas urbanos e das outras espécies de vida nesse território.

O custo da terra, as demandas por serviços e direitos, os rumos do patrimônio natural ou histórico, as inovações criativas, a convivência entre os moradores ou destes com a natureza, os empregos e os empreendimentos, o estímulo a bairros onde moradores possam acessar necessidades a pé ou a melhoria da mobilidade do transporte público, dos pedestres, das bicicletas ou das pessoas com necessidades especiais são partes desse grande ambiente que forma o município – e as futuras regras para buscar seu equilíbrio estarão no Plano Diretor.

O formato da participação usando inicialmente texto-base (para depois ser transformado em minuta de lei a ser enviada para a Câmara Municipal no início do segundo semestre) é uma forma de evitar que poucos possam opinar sobre os rumos da cidade.

Dessa maneira, o 1º Fórum do Plano Diretor Participativo busca superar uma antiga frase irônica que dizia “não quero meio ambiente, mas um ambiente inteiro”. Com cada participante conhecendo uma visão abrangente de Jundiaí no diagnóstico que será mostrado no evento, será possível que todos possam ajudar a construir a cidade do futuro. Como já fizeram desde 2014 as mais de 8 mil pessoas que opinaram em questionários ou em oficinas realizadas em diversos bairros.

José Arnaldo de Oliveira


Publicada em 26/05/2015 ▪ Leia mais sobre

Plano Diretor Participativo | Desenvolvido por CIJUN