Planejamento da cidade é discutido em evento

Os rumos do planejamento de Jundiaí e Região foram temas do evento Diálogos Urbanos I, nesta terça-feira (14), no Ciesp. O prefeito Pedro Bigardi esteve no local e falou sobre o Plano Diretor Participativo e os novos passos que a cidade tem dado com relação ao planejamento.

O prefeito falou da relevância do encontro e dos caminhos que Jundiaí tem trilhado no planejamento

O prefeito falou da relevância do encontro e dos caminhos que Jundiaí tem trilhado no planejamento

 

Sobre o evento, o chefe do Executivo frisou que é um grande encontro do setor que constrói a cidade no dia a dia, já que órgãos como o Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB), Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Residenciais e Comerciais de São Paulo (Secovi), Associação das Empresas e Profissionais do Setor Imobiliário de Jundiaí e Região (Proempi), Agência de Desenvolvimento de Jundiaí e Região (ADEJ) e Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) são os organizadores. “É importante aprofundar o debate do planejamento da cidade”, destacou.

Como um dos palestrantes, Laércio Leonardo Araújo, do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (PR), o IPPUC, falou sobre o “O Modelo Participativo e Executivo de Curitiba”, o prefeito lembrou queJundiaí, desde 2013, tem se organizado e criou um Núcleo de Projetos Urbanos, que possibilita o debate de planos e projetos com mais profundidade. “É difícil separar, no dia a dia de uma secretaria, as novas propostas. Por isso, essa equipe atua nessa área.”

Ele lembrou que o exemplo de Curitiba foi buscado pela atual administração, quando, em 2014, uma equipe da Secretaria de Planejamento e Meio Ambiente, ao lado da secretária Daniela da Camara, esteve na cidade. “Desde 2013 estamos pensando em como transformar o planejamento da cidade em uma política de Estado”, explicou a secretária.

Segundo ela, o Plano Diretor vigente prevê um Centro de Estudos Urbanísticos (CEU) proposta essa que o IAB sugere. “Um embrião do que seria o CEU está funcionando no nosso núcleo. Foi uma solicitação do prefeito Pedro Bigardi. Formamos uma equipe com cerca de vinte profissionais, entre eles, arquitetos e engenheiros e o trabalho já tem dado resultados.”

Para Daniela, o evento ajuda a Prefeitura a discutir a cidade. “Esse é um reflexo da ampla abertura dentro desse processo de participação que vem se colocando na cidade desde 2013.”

A arquiteta e presidente do IAB, Rosana Ferrari, comentou que a proposta do evento foi mostrar a proposta do Instituto para o Plano Diretor. “Trouxemos hoje todos os atores envolvidos na questão para uma grande discussão. A ideia da implantação do Centro de Estudos Urbanísticos torna o trabalho do poder público, em projetos urbanísticos e arquitetônicos, mais ágil. Nossa ideia é mostrar ideias sem contrapor ou questionar o que tem sido realizado pela Prefeitura.”

Ela frisou ainda que o Diálogos Urbanos II já está marcado. Será na Feiccad, no próximo dia 23, quando a secretária Daniela da Camara apresenta o Plano Diretor. A terceira edição ainda não tem data marcada, mas o tema será mananciais.

O superintendente da Fundação Municipal de Ação Social (Fumas), Waldemar Foelkel, marcou presença no evento.

Mais palestras
O evento contou também com a palestra da arquiteta e urbanista Regina Meyer, da USP, sobre Planos e projetos diante das novas escalas de urbanização”; Rovena Negreiros, diretora de planejamento da Emplasa, sobre “Alianças interfederativas no contexto do Estatuto da Metrópole – O que coube ao AU Jundiaí; e João Crestana, do Secovi, com “O planejamento urbano para qualidade de vida no contexto do mercado imobiliário”.

Luana Dias
Foto: Cleber de Almeida


Publicada em 14/07/2015 ▪ Leia mais sobre ,

Plano Diretor Participativo | Desenvolvido por CIJUN