Prefeito participa do Congresso da Cidade

O prefeito Pedro Bigardi participou, na manhã deste domingo (20), da solenidade de abertura do Congresso da Cidade do Plano Diretor Participativo. O evento, no auditório da Faculdade de Medicina de Jundiaí, teve como principal finalidade dissolver os 16 “conflitos” que ainda restavam para que o projeto de lei pudesse ser fechado antes de ser enviado para a análise da Câmara de Vereadores.

LEIA TAMBÉM
Plano Diretor ilustra análises regionais em mapa

Prefeito Pedro Bigardi discursa durante solenidade que abriu o Congresso da Cidade

Prefeito Pedro Bigardi discursa durante solenidade que abriu o Congresso da Cidade

O processo de elaboração do Plano Diretor, com validade de 10 anos, começou há dois anos e quatro meses com grande envolvimento e representantes do poder público, empresários, sindicatos de trabalhadores, entidades profissionais, moradores de todas as regiões da cidade e organizações não-governamentais.

Em todas as fases, foram somadas cerca de 11 mil participações, com 500 propostas na primeira etapa e outras 363 na segunda, já dentro da construção do projeto final. Deste montante, surgiram 198 “conflitos”, que deram início a série de reuniões de consenso. O Congresso da Cidade deste domingo teve início com apenas 16.

Diante dos 102 delegados, lideranças políticas e da sociedade, Pedro Bigardi destacou o interesse e o envolvimento de todos os segmentos na elaboração do Plano Diretor, algo que jamais foi visto em Jundiaí.

“O que se construiu nesse processo foi algo diferente, muito mais profundo do que se fazer um plano que tenha uma lógica urbanística. Ele resgatou o respeito ao cidadão. Foi uma proposta democrática em que todos os segmentos da sociedade puderam discutir e opinar sobre a cidade que querem ter. Isso me deixa orgulhoso”, diz Bigardi.

Secretária Daniela da Camara Sutti expõe sobre a importância de um Plano equilibrado

Secretária Daniela da Camara Sutti expõe sobre a importância de um Plano equilibrado

A Secretária de Planejamento e Meio Ambiente Daniela da Camara Sutti também elogiou a maneira democrática que os trabalhos prosseguiram durante todo este período de elaboração. “Este Plano Diretor prioriza o crescimento organizado de Jundiaí, com atenção especial para as áreas de mananciais, agrícolas, a Serra do Japi”, comenta.

A solenidade de abertura feita antes do início das discussões permitiu que representantes dos mais diferentes setores argumentassem sobre a elaboração do Plano Diretor.

Estiveram na solenidade os secretários José Renato Polli (Educação); José Roberto Aprillanti Júnior (Obras); Marcelo Cereser (Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia); Marcos Brunholi (Agricultura, Abastecimento e Turismo); Tércio Marinho (Cultura); Mary Fornari Marinho (Gestão de Pessoas); Wilson Folgozi (Transportes); Edson Aparecido da Rocha (Negócios Jurídicos); e mais: Marcelo Lo Monaco (diretor-presidente da Escola de Governo e Gestão); Flávio Gramolelli (superintendente da Fundação Serra do Japi); Waldemar Foelkel (superintendente da Fumas); Vanderlei Victorino (assessor especial do Gabinete do Prefeito para assuntos der coordenadorias), além dos vereadores José Adair de Sousa e Marilena Perdiz Negro. A Banda São João Batista também marcou presença no evento.

Ivan Lopes
Fotos: Dorival Pinheiro Filho


Publicada em 20/03/2016 ▪ Leia mais sobre , , , ,

Plano Diretor Participativo | Desenvolvido por CIJUN